Skip to main content
Locação de imóveis: 4 dicas para o corretor que deseja investir na área

Locação de imóveis: 4 dicas para o corretor que deseja investir na área

Diante das restrições no crédito imobiliário e da situação instável da economia brasileira, muitas pessoas vêm adiando o sonho da casa própria e optando por imóveis alugados. Com a crise econômica afetando as vendas de imóveis, o momento pode ser oportuno para o corretor que deseja diversificar sua área de atuação e investir na locação de imóveis.

É comum que os profissionais imobiliários não se sintam especialmente atraídos pela área de locação, principalmente devido ao valor de comissão, mais baixo em comparação às vendas. Você se identificou com esta situação? Pois saiba que ela pode estar fazendo com que você, na verdade, perca dinheiro. O perfil do cliente que aluga imóveis tem origem em diversos tipos de situação: casamentos, divórcios, mudanças de cidade, proximidade com o local de trabalho, etc., oferecendo ao corretor um mercado constante com diversas oportunidades de negócio. Confira algumas dicas para o corretor que deseja investir na área de locação de imóveis:

1. Conhecimentos técnicos para a área de locação

O trabalho com locação de imóveis exige do profissional imobiliário conhecimentos técnicos específicos, relacionados principalmente à Lei do Inquilinato e aos trâmites comuns de mercado. Também o conhecimento regional é fundamental para a locação, dado o peso que a localização apresenta no momento da escolha do imóvel para alugar. Enquanto nas negociações de venda o cliente pode vir a desconsiderar problemas relacionados à localização, quem procura um imóvel para alugar vai realizar tantas visitas quanto for necessário para encontrar o bairro ideal. É importante, assim, que além dos conhecimentos técnicos relacionados ao mercado de locação e seus aspectos legais, o corretor conheça sua região de atuação, de forma a oferecer a seus clientes as opções mais adequadas às suas necessidades e desejos.

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

2. Estabilidade financeira do corretor de imóveis

Apesar do valor mais baixo das comissões em comparação às negociações de vendas de imóveis, o mercado de locação oferece ao profissional imobiliário a vantagem de poder contar com uma renda mensal garantida. Além de um percentual do primeiro aluguel, o corretor responsável pela administração de um imóvel alugado recebe uma taxa mensal que varia de 8% a 10% do valor pago pelo locatário. Esta renda contribui para que o corretor tenha uma situação financeira mais estável, podendo ser utilizada para o pagamento de despesas fixas relacionadas à sua rotina de trabalho, principalmente nos meses em que não receber comissões de vendas.

3. Rotina de trabalho na área de locação

A área de locação de imóveis pode ser uma excelente oportunidade para o profissional que deseja uma rotina de trabalho menos puxada. De forma geral, o corretor de imóveis que atua nesta área desenvolve um trabalho mais rotineiro, com um cotidiano semanal ligado às atividades de escritório. O fechamento das negociações de locação de imóveis ocorre, porém, com maior velocidade quando comparado às transações de compra e venda. Enquanto um imóvel à venda pode ser anunciado durante meses, uma propriedade para aluguel costuma ser ocupada em questão de semanas, dependendo, é claro, de seu valor e estado de conservação, bem como da qualidade do atendimento oferecido pelo corretor.

4. Novas oportunidades

Quando bem trabalhada, a locação costuma ser o principal mantenedor financeiro de uma imobiliária, contribuindo com os recursos necessários para o pagamento de seus custos fixos de operação. A área requer, porém, profissionais capacitados e especializados neste mercado, fazendo com que muitas imobiliárias ofereçam incentivos para os corretores que desejam migrar para as atividades de locação. Estes incentivos vêm, normalmente, na forma de porcentagens maiores de comissão, tanto sobre o valor do primeiro aluguel quanto dos demais.

Além destas oportunidades, investir na locação de imóveis pode ser uma excelente forma de diversificar seu portfólio e aumentar o número de negociações. É comum, por exemplo, que ao longo de uma negociação de compra, seu cliente perceba que não tem recursos suficientes para arcar com o financiamento do imóvel. Por que não o apresentar, então, um dos imóveis da sua cartela de locação? Nada impede que o corretor atue simultaneamente na venda e no aluguel de imóveis.

E você, corretor, já pensou em trabalhar na área de locação de imóveis? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

Deixe o seu comentário!

Comentários

Henrique Fernandes

Customer Success - Trabalha para que o cliente utilize o produto ou serviço da maneira correta para alcançar seus objetivos, focando no, como o nome já diz, sucesso do seu cliente.

Deixe um comentário

1 Comentário em "Locação de imóveis: 4 dicas para o corretor que deseja investir na área"

avatar
Leda Monney
Visitante

Realmente a locação cobre os custos fixos da imobiliária, e é muito motivador porque o giro é rápido, e muitas vezes as locações podem se transformar em vendas, dependendo da habilidade do corretor em descobrir a real necessidade do cliente.

wpDiscuz
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE