Skip to main content
Idosos como novo público-alvo de imobiliárias

Idosos como novo público-alvo de imobiliárias

As imobiliárias mais espertas estão se atentando para o público da terceira idade, já reparou? Segundo o IBGE, a expectativa de vida da nossa população atualmente é de 75 anos e dois meses (75,2) e, como ocorre naturalmente, essa faixa de idade tende a modificar o quadro demográfico do país. Além da característica desse público de poupar mais, existem outros fatores a se levar em conta que justificam esse interesse de mercado. Ficou curioso? Então continue a leitura.

Um público que exige atenção

A aposentadoria, o investimento e o FGTS tornam esse público um atrativo que as imobiliárias precisam levar em consideração, sobretudo quando criam ou ampliam o portfólio e a cartela de clientes. Algumas empresas já saíram na frente e oferecem imóveis com soluções que se adaptam as necessidades desse público – apesar de acabar encarecendo um pouco mais as unidades. 

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

Apesar de ser um potencial mercado lucrativo, é preciso lembrar que ele também exige alguns cuidados. Segundo Carlos H. Passos, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado da Bahia (Sinduscon), as unidades adaptadas às necessidades da terceira idade custam entre 5% e 12% a mais que os convencionais. Além disso, é preciso atentar para necessidades técnicas de casas como, por exemplo, dimensões maiores para o acesso de cadeiras de rodas, andadores e banheiros e cozinhas maiores.

Mas não basta pensar só nisso, é preciso que estes imóveis tenham também ambientes de lazer – isso porque a terceira idade não está mais cumprindo o papel de inatividade e passividade. O que tem se acompanhado são idosos mais ativos e com vontade de viver novas experiências. São especificidades que exigem atenção e que vão além do potencial de consumo. É preciso olhar com respeito este tipo de cliente para que, deste modo, você consiga suprir suas necessidades.

Consumidor exigente

É importante salientar que este é um consumidor que exige mais, faz questionamentos e tem experiência para evitar apostar em algo que não atende as suas necessidades. Por já superarem fases difíceis e incertezas, eles procuram algo que realmente lhes dê satisfação.

Nota-se uma demanda maior de paciência por parte do profissional, uma vez que eles estão diante de uma faixa de idade que exige tratamento especial e mais cordialidade. É aí que entra um atendimento humanizado e específico, em que é preciso apresentar a proposta, condições e demais informações de uma maneira didática, mas que nem por isso deve deixar de levar em conta as experiências adquiridas ao longo da juventude desse público.

 

Em geral, os idosos priorizam quem lhe dá a atenção, é gentil e não tem pressa. Lembre-se sempre de estar atento às características e infraestrutura do imóvel, mas também não se esqueça de que compreender o perfil desse consumidor e suas necessidades é fundamental para atendê-lo bem. Os corretores e imobiliárias que apresentarem essa sensibilidade conseguirão atrair cada vez mais este público que já é considerado uma importante parcela consumidora no Brasil de hoje.

Gostou do artigo? Deixe um comentário com sua opinião e sugestão para que possamos levar sempre um conteúdo interessante para você.

Deixe o seu comentário!

Comentários

Karine Dandolini

Analista de Marketing - Desenvolvedora das atividades do ramo. Executa processos e rotinas, visando o atendimento das necessidades da empresa, apostando também no marketing de relacionamento para com seus clientes.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE